Certos intelectuais não perdem sua linhagem autoritária e elitista rotulando as escolhas do Povo como imbecilidade!

Eu tenho um grande constrangimento em rotular a escolha do povo, o prazer e as alegrias que ele tem como sendo uma opção imbecil.
Eu precisaria ter muita convicção, como alguns têm, para dizer o que é Arte do que não é.
Eu passei do tempo de achar que tenho o monopólio da verdade e de ser virtuoso o bastante para dirigir as massas.
Já não quero mais isso há muitos anos.
Quando e se o povo quiser ele fará a revolução que entender lhe seja propícia e ideal.
Eu não sou vanguarda de ninguém e de nenhuma causa.
Minha única certeza é que a dúvida é permanente, as verdades não são eternas e que todos vamos voltar ao estado inorgânico.
Ricos e pobres. Intelectuais e imbecis. Doutores e analfabetos.
Nós seremos varridos apesar de todas as nossas vaidades e pretensões!
Simples assim.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ConJur - Supremo deve buscar a invisibilidade política | O CLARO: "a história cobra um preço alto para quem quer fazer experimentalismo generalizado, especialmente a partir da entidade que deveria servir como guardião das instituições e dos princípios estruturantes previstos na Constituição."

Ex-membro do Comité Central do Partido Comunista do Vietname detido por corrupção | O CLARO: Um Revolucionário não se deixa corromper e acusação de corrupção deve ser cabalmente provada.

Özlem, funcionária da Avaaz, foi presa na Turquia e permanece detida sem acusações -- Vamos libertá-la!