zygmunt bauman: vivemos tempos líquidos. nada é para durar | O CLARO: "Relacionar-se é caminhar na neblina sem a certeza de nada".

zygmunt bauman: vivemos tempos líquidos. nada é para durar
Boa noite a todas e todos.

Eu continuo nadando contra a correnteza. 

Não me adapto a este perfil de amizades fast food. 

Eu me reservo o direito de lidar com pessoas que eu gosto e que gostem de mim.

Não posso abrir mão do merecido amor, cuidados, gentileza, carinho, incentivo e críticas edificantes. Na vida concreta estamos sempre negociando, fazendo trocas e doações. 

É preciso saber distinguir o interesse de quem se aproxima de nós. Se é por amor, por prazer, afinidade, negócios ou puro extrativismo, ou seja, "vampirismo".

 "Relacionar-se é caminhar na neblina sem a certeza de nada".(trecho do texto em referência) 

Abraço fraterno.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ConJur - Supremo deve buscar a invisibilidade política | O CLARO: "a história cobra um preço alto para quem quer fazer experimentalismo generalizado, especialmente a partir da entidade que deveria servir como guardião das instituições e dos princípios estruturantes previstos na Constituição."

Ex-membro do Comité Central do Partido Comunista do Vietname detido por corrupção | O CLARO: Um Revolucionário não se deixa corromper e acusação de corrupção deve ser cabalmente provada.

Özlem, funcionária da Avaaz, foi presa na Turquia e permanece detida sem acusações -- Vamos libertá-la!