Anistia Internacional Brasil - Cópia de email enviado por Fernando Claro Dias, à Presidenta da República, Senhora Dilma Rousseff, requerendo que vete Projeto de Lei 2016/15, que tipifica o Crime de Terrorismo. A lei carece de boa técnica e é extremamente severa para condutas que já são tipificadas no Código Penal e em outras normas do aparelho repressivo

Anistia Internacional Brasil - fernandoclaro.dias@gmail.com - Gmail




AÇÃO URGENTE: Ativismo não é terrorismo, protesto não é crime
Este e-mail foi enviado pela Anistia Internacional paragabineteagenda@presidencia.gov.brsg@planalto.gov.br;chefiadegabinete@mj.gov.br


Excelentíssima Senhora Presidenta da República,

 

Escrevo a respeito do projeto de lei 2016/15 que tipifica o crime de terrorismo. O texto do PL é demasiadamente amplo e vago, estando sujeito a interpretação por parte do sistema de justiça. Além de poder aumentar a criminalização de manifestantes e movimentos sociais, o PL ainda aborda crimes que já são tipificados pela lei penal brasileira.

Peço que a Sra. Presidenta se posicione em defesa do direito à liberdade de expressão e manifestação, preservando as liberdades democráticas pelas quais lutamos intensamente para conquistar, e assim, peço urgentemente que rejeite integralmente o projeto de lei 2016/15.

 

Atenciosamente, 

Fernando Claro Dias 
Brasil

Siga a Anistia Internacional Brasil nas redes sociais.
 

Este email foi enviado pela anistia.org.br para gabineteagenda@presidencia.gov.br; sg@planalto.gov.br; chefiadegabinete@mj.gov.br.
© 2014 Anistia Internacional Brasil | Praça São Salvador, n°5 - casa - Laranjeiras. 22.231 - 170 - Rio de Janeiro - RJ

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

'Risco de economia permanecer estagnada é visível a olho nu', diz presidente do IBGE - 05/12/2016 - Mercado - Folha de S.Paulo | O CLARO: Triste ver nosso país indo pro buraco!

ONU relata 82 civis mortos em Aleppo; rebeldes dizem ter alcançado trégua - 13/12/2016 - Mundo - Folha de S.Paulo | O CLARO: Exército sírio diz controlar 98% da Aleppo

O trabalhador deve apresentar seu Curriculum Vitae às empresas. Diante de tantos crimes corporativos é justo que as empresas façam o mesmo apresentando Certidão de Probidade aos trabalhadores e ao mercado em geral | Fernando Claro Dias | Pulse | LinkedIn