Crise geopolítica reaproxima Rússia e América Latina | Gazeta Russa

http://gazetarussa.com.br/politica/2015/12/23/russia-e-america-latina-em-2015_554113

Crise geopolítica reaproxima Rússia e América Latina

Acordos e contatos diplomáticos ao longo do ano revelam os interesses do Kremlin na região e estabelecem nova dinâmica nas relações entre Rússia e América Latina.
Em videoconferência, Pútin e Kirchner deram pontapé inicial à transmissão do canal Russia Today em espanhol na Argentina Foto:Aleskêi Nikolski/TASS
Em um ano marcado por conflitos políticos e sanções envolvendo a Rússia, uma exposição no Ministério dos Negócios Estrangeiros russo dedicada ao estabelecimento de relações diplomáticas entre Moscou e diversos países da América Latina, como Argentina e Bolívia, por exemplo, evidencia a importância da região nas relações internacionais do Kremlin.
“No cenário internacional turbulento, o nosso compromisso comum com princípios de multilateralismo, respeito do direito internacional e coordenação central da ONU têm importância especial”, declarou o chanceler russo, Serguêi Lavrov, durante a abertura da mostra.
“A Rússia quer aprofundar as relações com os países da América Latina para aumentar ainda mais a estabilidade global e regional”, acrescentou Lavrov, antes de afirmar que a “distância não é uma barreira para uma cooperação com tamanho potencial”.
Brasil

Em julho de 2015, a presidente Dilma Rousseff participou da sétima cúpula do Brics, em Ufá, na encosta dos Urais. As relações entre os dois países são caracterizadas por analistas políticos como estratégicas e privilegiadas.
Além do comércio bilateral, Rússia e Brasil começaram a criar joint ventures e a desenvolver parcerias no setor industrial – construção de aviões, carros, mineração, metalurgia, produtos químicos e farmacêuticos. No entanto, os economistas russos garantem que os investimentos brasileiros no país continuam a ser muito específicos e quase não influenciam a economia local.
Dilma e Pútin Foto: Aleksêi Fillipov/RIA Nóvosti
Dilma e Pútin se reuniram durante cúpula do Brics, em Ufá Foto: Aleksêi Fillipov/RIA Nôvosti
Em novembro passado, a presidente do Conselho da Federação (Senado russo), Valentina Matvienko, visitou o Brasil para discutir a possibilidade de aumentar o volume de investimentos mútuos em meio às sanções econômicas dos EUA e da União Europeia contra a Rússia.
“A intensificação dos contatos entre a Rússia e os países latino-americanos mostra que essa região tem uma importância especial para o governo russo”, diz o diretor do Instituto da América Latina da Academia Russa de Ciências, Vladímir Davidov.
“Em 2015, a Rússia conseguiu assinar novos acordos com a região na área de energia e infraestrutura e aumentar a importação dos produtos latino-americanos no âmbito do programa de substituição de importações dos EUA e da UE”, acrescenta.

Argentina

Este ano, a Rússia celebrou o 130º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas com a Argentina. Em abril, durante a visita da ex-presidente argentina Cristina Kirchner a Moscou, os líderes do dois países assinaram mais de 20 acordos bilaterais, incluindo a Declaração Conjunta de Estabelecimento de Parceria Estratégica.

Entre as áreas de destaque estão tecnologias para usina hidrelétrica, extração de petróleo, transporte ferroviário, exploração da Antártica, espaço e uso pacífico de energia atômica.
Pútin e Kirchner Foto: RIA Novosti
Pútin e Kirchner fecharam mais de 20 acordos durante encontro em abril Foto: RIA Nôvosti
A segunda maior petrolífera russa, a Gazprom, por exemplo, assinou um memorando de cooperação com a argentina YPF, enquanto a empresa de energia atômica Rosatom fechou um acordo preliminar para o fornecimento do sexto reator nuclear Atucha, que permitirá atrair bilhões de dólares em investimentos.

Em outubro, durante uma videoconferência com Kirchner, Pútin ressaltou ainda que a base das relações com a Argentina permite desenvolver não só uma parceria estratégica, como reforçar os laços empresariais, culturais e humanistárias.

Bolívia
Pútin também se reuniu este ano com o presidente boliviano Evo Morales para discutir as relações no setor de gás. Durante o encontro, foi assinado um acordo para a participação da Gazprom da extração de gás natural nas jazidas Azero, Ipati e Aquio.
 Bolivian President Evo Morales, Venezuelan President Nicolas Maduro, Russia's President Vladimir Putin, Iranian President Mahmoud Ahmadinejad, Iraqi Prime Minister Nouri al-Maliki and other officials at the GECF in Moscow. Source: Reuters 
Da dir. à esq.: Evo Morales (Bolívia), Nicolás Maduro (Venezuela), Vladímir Pútin (Rússia), Mahmoud Ahmadinejad (Irã), Nouri al-Maliki (Iraque) e outros oficiais no Fórum de Países Exportadores de Gás, em Moscou Foto: Reuters
“A Gazprom não é a única empresa interessada em trabalhar na Bolívia”, declarou Pútin na ocasião. “Estamos interessados no aumento da cooperação também nos setores de alta tecnologia, eletricidade e engenharia mecânica, além da área técnico-militar.”

Morales apoiou a participação da Rosatom na construção de um centro de pesquisa nuclear na cidade El Alto, que participará do desenvolvimento da agricultura e recursos hídricos locais.
Peru

Durante a recente Conferência do Clima, realizada em Paris, Pútin e seu homólogo peruano, Ollanta Humala, concordaram em estabelecer uma parceria estratégica entre os dois países. “Queremos aumentar a qualidade das relações russo-peruanas ainda mais”, disse Pútin, ao declarar que o volume de negócios bilateral havia crescido duas vezes em 2015.
O presidente peruano Ollanta Humala e o presidente ruso Vladímir Pútin. Foto: ITAR-TASSEm reunião bilateral com líder peruano Ollanta Humala (esq.), Pútin demonstrou desejo de incrementar parceria Foto: ITAR-TASS
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

目標博客OABRJ(利維坦)與費爾南多克拉羅·迪亞斯,律師 - 成立於1982,2012年創建 | Mùbiāo bókè OABRJ(lì wéi tǎn) yǔ fèi'ěrnánduō kèlā luó·dí yà sī, lǜshī - chénglì wū 1982,2012 nián chuàngjiàn

Ciele Blog OABRJ (Leviathan) VERZUS Fernando Claro Dias, právnik, sa tvoril v roku 1982, ktorá vznikla v roku 2012

Objectives Blog OABRJ (Leviathan) VERSUS Fernando Claro Dias, lawyer, formed in 1982, UFRJ, created in 2012, read and more than 110 parents, with 245 thousand hits on this date