Ação Penal n. 470. FUNDO VISANET NÃO TINHA APORTE FINANCEIRO DO BANCO DO BRASIL. Vídeo de sessão no STF mostra intrigante questionamento que nos impõe grandes indagações.

Ação Penal n. 470.
O vídeo abaixo mostra um intrigante questionamento ocorrido no STF, ao vivo, e que nos força a refletir.
Trata-se de uma pergunta fundamental feita pelo Senhor Ministro Relator, Joaquim Barbosa, ao advogado Dr. Marthius Sávio Cavalcante Lobato, a quem o Ministro saudou pela “brilhante sustentação” em defesa de seu patrocinado, Sr. Henrique Pizzolato.
Ao responder à pergunta do Senhor Ministro, qual seja, se o Banco do Brasil tinha participação no Fundo VISANET, o advogado negou categoricamente ao Sr. Ministro Joaquim Barbosa exibindo resultado da perícia que tinha concluído ser o Fundo composto de dinheiro eminentemente privado, resultado de cada compra de cada particular que utilizasse o cartão, no caso com a bandeira Visa, cuja venda era feita por vários bancos dentre eles o Banco do Brasil, portanto não tinha qualquer aporte financeiro do BB.  
  

Advogado de Henrique Pizzolato questiona acusação



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

'Risco de economia permanecer estagnada é visível a olho nu', diz presidente do IBGE - 05/12/2016 - Mercado - Folha de S.Paulo | O CLARO: Triste ver nosso país indo pro buraco!

ONU relata 82 civis mortos em Aleppo; rebeldes dizem ter alcançado trégua - 13/12/2016 - Mundo - Folha de S.Paulo | O CLARO: Exército sírio diz controlar 98% da Aleppo

O trabalhador deve apresentar seu Curriculum Vitae às empresas. Diante de tantos crimes corporativos é justo que as empresas façam o mesmo apresentando Certidão de Probidade aos trabalhadores e ao mercado em geral | Fernando Claro Dias | Pulse | LinkedIn